ga(\'set\', \'userId\', {{USER_ID}}); // Defina o ID de usuário usando o user_id conectado.

BIOSTARTUP LAB VOLTA À MINAS GERAIS PARA IMPULSIONAR NOVAS STARTUPS DE CIÊNCIAS DA VIDA

Publicado em

 

Após a realização da última edição em São Paulo, o BioStartup Lab volta à sua casa em Belo Horizonte para realizar mais uma rodada de pré-aceleração. Essa será a 4ª rodada mineira, que em sua jornada já contou com o apoio de importantes parceiros do ecossistema do estado, dentre eles o Sebrae Minas, SEDECTES, Unimed-BH que continuam participando dessa edição.
 

O programa de pré-aceleração de startups de ciências da vida, nasceu em 2015 e já em 2016 alcançou o prêmio de melhor iniciativa do Brasil, de promoção da cultura do empreendedorismo inovador. Tudo isso porque a Biominas Brasil e o Sebrae Minas, gestores do programa, acreditam e trabalham incessantemente em prol do desenvolvimento da ciência e do empreendedorismo no Brasil. O programa aposta em novas ideias e projetos oriundos de universidade e centros de pesquisa e conta com um time de especialistas para construir um caminho junto com essa nova geração de empreendedores.

“Acreditamos nessas ideias tanto quanto cada aluno, cada professor, cada pesquisador, e reunimos pessoas que também estão dispostas a contribuir na formação deste ciclo de desenvolvimento e inovação, aproximando a academia do mercado.” E tudo isso se resulta em um programa totalmente gratuito e livre de equity que já impulsionou 84 equipes com mais de 280 empreendedores, com abrangência nacional e internacional, já recebeu inscrições de 220 instituições de ensino e pesquisa de 21 estados brasileiros e 10 países.

 

Como o BioStartup funciona para o participante?
 

Podem se inscrever equipes de 2 a 4 pessoas de qualquer lugar do mundo, que possuem uma ideia, pesquisa, projeto ou startup nas áreas de saúde humana, digital health, agronegócios, saúde animal, e meio ambiente.
 

Essas equipes se inscrevem pelo link: www.biostartuplab.org.br/inscricoes/ e passam por uma seleção de 2 etapas, seleção dos formulários e etapa de entrevistas. Serão selecionadas no total 21 equipes que passarão por um processo de imersão de 9 semanas, com a maior parte das atividades presenciais. Essas atividades são realizadas no espaço de coworking, em Belo Horizonte, que também é disponibilizado em tempo integral para as equipes participantes durante a aceleração.
 

O programa se divide entre as fases: BioBusiness Model e Labs, durante a 1ª fase as equipes selecionadas recebem suporte para criar, desenvolver e testar a viabilidade do modelo de negócio. No final, apresentam o trabalho desenvolvido a um conjunto de avaliadores e recebem a primeira pontuação. Somente as 15 melhores classificadas seguem para a fase Labs, onde elas recebem suporte para desenvolver uma estratégia para iniciar ou aprimorar a sua atuação no mercado e elaborar um pitch, que será avaliado por um conjunto de especialistas que emitem novas orientações e nova pontuação. As 4 melhores classificadas sobem ao palco no Demoday, evento de encerramento do programa realizado para revelá-las e conectá-las a investidores e parceiros.
 

A metodologia do programa, que tem sido melhorada a cada rodada, conta com atividades de aprendizado (como workshops e treinamentos), mentorias, validação prática e interação com grandes empresas. Aspectos que uma startup de ciências da vida precisa para estruturar sua entrada no mercado, seja para comercializar seus produtos/serviços ou transferir sua tecnologia para outras empresas. No processo entre a ideia e a solução que ela pode se tornar, os participantes contarão com a experiência de mentores e especialistas do setor que auxiliam na direção do projeto e compartilham aprendizados. Essa conexão com o ecossistema de ciências da vida vem crescendo cada dia mais com o sucesso do programa, o que agrega ainda mais para a rede das startups.

 

 

“Nós da NeoChronos só temos a agradecer. Nós que começamos com uma ideia, sentimos muito o impacto do Programa, não só na proposta da NeoChronos em si, mas fomos impactados também de modo bastante pessoal. A NeoChronos é o nosso ponto de partida, mas todos os 3 saímos deste processo bastante impactados e certamente seremos multiplicadores desta mudança de mindset na Universidade.” Diego Paz, Fundador da NeoChronos, startup do BioStartup Lab rodada INTERFARMA.

 

As inscrições para o BioStartup Lab podem ser feitas até o dia 17/10 através do link www.biostartuplab.org.br/inscricoes


Para mais informações, siga o BioStartup Lab nas redes sociais ou acesse o site www.biostartuplab.org.br.