ga(\'set\', \'userId\', {{USER_ID}}); // Defina o ID de usuário usando o user_id conectado.

Resultados do ano de 2016 são divulgados pela IEBT

Publicado em

Para a Incubadora de Empresas de Base Tecnológica do CenTev (IEBT) no ano de 2016, pode-se destacar como pontos positivos a implantação das metodologias de aceleração alinhadas aos processos e atividades do modelo CERNE, remodelagem do programa de incubação e pré-incubação, criação do Laboratório de Ideação, renovação do Convênio com o SEBRAE do Programa Bota para Fazer (Endeavor), lançamento do III Concurso de Ideias, recebimento do Prêmio de Incubadora de Impacto no Programa BloomBTech e Prêmio ICE - Programa Incubação e Aceleração de Impacto recebendo além de mentorias, o valor de R$ 25.000,00, bem como estar entre as três finalistas nacionais do Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador 2016 na categoria Desenvolvimento Local e Setorial. Outro destaque para o ano de 2016, foi a graduação das empresas Profitus e Rizoflora, bem como a entrada de duas novas empresas no programa de incubação. Todas essas ações reforçam a qualidade das ações da Incubadora para o desenvolvimento das empresas.

Outro destaque positivo foi o resultado do Índice das Universidades Empreendedoras, pesquisa realizada pela Confederação Brasileira de Empresas Júniores (Brasil Júnior), onde a UFV ficou em 7º lugar no ranking geral das universidades mais empreendedoras do Brasil.

O objetivo é mostrar quais as iniciativas das instituições de ensino superior no Brasil mais incentivam o empreendedorismo, dentro e fora da sala de aula. Segundo o ministro da Educação, Mendonça Filho, o índice vai criar um dinamismo e uma tendência de que mais instituições se dediquem a estimular o empreendedorismo dentro das organizações educacionais.

Como pontos negativos, é possível citar a desistência de cinco projetos durante o programa de Pré-incubação, por parte dos empreendedores e as dificuldades devido a disponibilidade de tempo por parte das equipes, e outro ponto negativo é a rotatividade da equipe interna e principalmente as incertas quanto a permanência de bolsas, e ainda a não liberação dos recursos do edital CERNE/SEBRAE, impossibilitando a oferta de alguns serviços programados.

Confira na íntegra os resultados da Incubadora no ano de 2016:

Arquivos para Download