She´s Tech Day Viçosa

Publicado em
Em agosto aconteceu o She's Tech Viçosa, realizado em conjunto pelo She's Tech, a Câmara da Mulher Empreendedora de Viçosa e o Ecossistema ViçosaTec.
Fotos: arquivo CenTev

A Câmara da Mulher Empreendedora em parceria com o ViçosaTec e o projeto/movimento She´s Tech realizaram no dia 11 de agosto o evento She´s Tech Day Viçosa, como parte da programação da I Semana de Empreendedorismo e Inovação de Viçosa.

Pensando na importância da representatividade, o evento contou com palestras inspiradoras de mulheres que atuam no cenário empreendedor e tecnológico. Estiveram presentes empreendedoras como Stephanie Barros, que coordena as principais operações da startup de educação “Me passa aí”, plataforma de estudo com conteúdo de cursos universitários em que os alunos podem tirar suas dúvidas em qualquer lugar e hora, além de Roberta Finamore que é sócia fundadora da empresa Agrega - Soluções Empresariais em Recursos Humanos, empresa atuante em recrutamento, seleção, treinamento e diagnostico organizacional para empresas.

Além de Stephanie e Roberta, o evento contou também com a fala de duas jovens estudantes, que decidiram seguir no cenário tecnológico. Daniela Barros, acadêmica do curso de Ciência da Computação da UFV e desenvolvedora na MedYes, startup de base tecnológica que atua no setor de saúde, oferecendo ao mercado soluções inovadoras no segmento de saúde humana e Lidia Toledo, aluna do último ano do Coluni, ganhadora de medalha de prata na olimpíada Internacional de Matemática na Ásia e participante do Google Mind the Gap 2017.

Cada palestrante dividiu experiências, os desafios e as barreiras invisíveis que dificultam a entrada e permanência de mulheres em um setor ainda considerado masculino, reafirmando que não há área ou idade para sofrer com as dificuldades no empreendedor tecnológico.

Ao final, o encontro recebeu a fala da fundadora do projeto, Ciranda de Morais. Ela evidenciou a realidade do publico feminino no setor que apesar de crescente, ainda precisa de incentivos, uma vez que mulheres são desmotivadas e sempre questionadas quanto as suas capacidades nos setores tecnológicos e de negócios.

Morais apontou brevemente dados de uma pesquisa a qual aponta que as mulheres levariam 95 anos para obter o mesmo nível de respeito e igualdade em relação ao público masculino. Segundo ela, é importante que os homens também estejam na luta para mudar o atual cenário.

O projeto She´s Tech surgiu da falta de representatividade na área tecnológica e empreendedora com o objetivo estimular a presença de mulheres nos espaços empreendedores e tecnológicos, inspirar, mostrar caminhos para o público feminino que deseja empreender, além de engajar e capacitar mulheres.

 

Para mais informações sobre o She’s Tech, acesse: intagram, facebook.

Galeria de Imagens